As coisas imperdíveis em Malta

Queridos Viajantes,
Dear Travellers,

Welcome!!! To translate this page, click the button on the right side. 


Novidade no blog. CURIOVIAGENS fez um parceria com o blog Profissão Turista e a partir de hoje trocaremos dicas e post para que os leitores/viajantes possam ter uma gama maior de lugares a serem explorados e que foram visitados por nós.

Para quem não conhece, Profissão Turista é escrito por duas amigas, a Natália e a Marianne que, assim como eu, tem paixão por viajar e conhecer lugares novos, ou voltar aos já visitados. Pois sempre há algo novo à explorar.

Como primeiro post a Natália escolheu dividir a experiência que teve em Malta. Segue seu relato:


_________________________________________________________________________________
"Este é nosso texto de estreia no Blog Curioviagens. Através desta parceria buscamos trocar mais e mais experiências de viagens, além de muitas dicas.

Para começar vou falar sobre um país ainda pouco explorado por nós brasileiros, mas que vem ficando conhecido por ser uma opção mais econômica para quem busca cursos de inglês no exterior: o lindo arquipélago de Malta, o qual tive a oportunidade de conhecer em setembro/2013.

Malta está localizada na porção Sul da Europa, próxima à Sicília, Itália. Das ilhas que formam este arquipélago, apenas as 3 maiores são habitadas: Malta, Gozo e Comino. Malta é o menor país da União Europeia (316 km²), sendo um dos 10 menores países do mundo. Devido a sua localização central no Mar Mediterrâneo, Malta sempre teve importância estratégica e por isso uma sucessão de potências governaram a ilha.

Mapa de Malta

Há dois idiomas oficiais: o maltês e o inglês, devido a sua colonização pelo Reino Unido, que durou até 1964. O clima é quente durante todo o ano, e no verão a temperatura atinge a casa dos 40ºC, o que faz de Malta um destino de veraneio para os europeus.

Malta me surpreendeu positivamente pela organização impecável e pela segurança. Os preços praticados para hospedagem e alimentação estão entre os menores da Europa. A moeda oficial de Malta é o Euro desde 2008.

Se você se interessou pela história de Malta e quer saber mais sobre este lugar, abaixo vou listar as coisas imperdíveis de se fazer por lá.


1 – Reserve um hotel em Sliema ou St Julian’s

Sliema, uma das cidades de Malta, fica bem perto do comércio e do porto, onde se pega o ferry para ir a Valetta, capital de Malta. St Julian's está logo ao lado. Trata-se de uma cidade bem bonitinha com muitos barzinhos e restaurantes. Exatamente por estas características que citei, estas são as cidades que eu indico para se hospedar.

Em geral, tudo em Malta é muito próximo; você caminha 15 minutos e já está em outra cidade. Há tickets diários e semanais para o transporte público na ilha; os pontos de ônibus são bem sinalizados e neles há informação sobre a rota de todas as linhas de ônibus, além do horário em que cada linha vai passar. Organização nota 10!

Sliema

2 – Durante a noite: festa para quem é de festa; sossego para quem quer ficar sossegado

Se você estiver buscando badalação, seu lugar é na noite de Paceville, cidade que fica ao lado de St Julian’s, e local das festas, boates e badalação. Para os mais animados, há festas todos os dias. Às segundas, vários cursos de inglês realizam suas “welcome parties”, pois é neste dia eles recebem, semanalmente, os novos alunos.

Para quem busca ambientes mais calmos, existem excelentes opções de bares e restaurantes em St Julian's. O meu preferido foi o Peperoncino: ambiente romântico, boa comida e bons vinhos. Faça reserva com antecedência.

Também adorei as pizzas tipicamente italianas do Vecchia Napole e do La Cuccagna.

Outras opções são o It–Torri, que sugere uma visita ao final da tarde para ver o cair da noite, petiscar e tomar uma Cisk (a cerveja tipica Maltesa) e o Surfside Bar and Grill, mistura de bar e restaurante em Sliema com 4 andares. Muito legal para uma esticada na noite ou mesmo um happy hour.

 Noite em St Julian’s


Clima praiano do Surfside Bar


3 – Alugue um carro para explorar a ilha por inteiro

Malta produz apenas 20% do alimento que consome, tem recursos de água potável limitados e nenhuma fonte de energia doméstica. Exatamente por isso o turismo é uma de suas principais fontes de renda. Estar de carro facilita o acesso a todas as áreas e dá liberdade para ficar por mais tempo nos lugares que achar mais interessante. Mas atenção: Malta adota a mão inglesa.


4 – Visite os 3 lugares mais lindos de Malta

Cada um desses lugares fica em uma das 3 ilhas habitadas: Blue Grotto, em Malta, Blue Window ou Azure Window, em Gozo e Blue Lagoon, em Comino são lugares em que todo viajante que vai a Malta deve passar

Blue Grotto pode ser visitada em metade de um dia. Fazer o passeio de barco no local é importante para conhecer as cavernas e tom azulado da água

Blue Grotto

Blue Window é um local onde é possível fazer uma visita de algumas horas ou de um dia inteiro. Tem pessoas que passam o dia curtindo a praia, outras mergulhando e outras apenas apreciando a beleza do local. Indico realizar o passeio de barco que permite a vista da “janela” pelo outro lado. Uma curiosidade: Este lindíssimo lugar foi o cenário do casamento de Daenerys Targaryen e Khal Drogo na série Game of Thrones.

Blue Window

Blue Lagoon é um paraíso azul! Reserve um dia inteiro para conhecer e explorar esta região da pequena Comino. O acesso é feito de barcos que saem próximos ao porto de Sliema (passeios para grupos) ou ao porto de Cirkewwa.

 Blue Lagoon


5 – Explore Valetta, a capital

Valetta é uma cidade linda!!! Vale uma ou mais visitas para passear a pé e conhecer ruas, comércio, museus. 98% da população de Malta é católica e existem 365 igrejas por lá. Mas a principal delas é a Catedral de St John, que além de linda, abriga obras de Caravaggio.

 Catedral de St John


 Valetta vista a partir de Sliema

Não deixe de visitar os "Barracca Gardens" e o museus Palace Armoury e National War Museum, que registram muito bem a história de guerra nos territórios malteses. É incrível como eles conseguiram guardar tão bem os registros, armaduras e armas por todo este tempo.



Barraca Gardens

 Palace Armoury

6 - Visite pelo menos um dos sítios arqueológicos

Estive no Templo Tarxien, onde vi ruínas de um templo antigo, com monumentos megalíticos. Há várias peças expostas no templo, e algumas ficam expostas no Museu Nacional de Arqueologia em Valetta. Além do Tarxien há outros vários que contam os 7 mil anos de história da ilha. O mais interessante parecia ser o Hypogeum, um labirinto subterrâneo de idade pré-histórica, único do mundo, e Patrimônio Mundial da UNESCO. Não consegui visitá-lo porque não haviam datas disponíveis no periodo que eu estaria em Malta. Sugiro se informar e tentar reservar com antecedência esta visita.

 Templo Tarxien


7 – Explore as praias mais lindas de Malta

Falando de praias, em Sliema, St Juliens e Paceville são todas de rocha (o que é muito estranho pra nós acostumados com praias de areia), mas elas ficam cheias e eu mesma fui nelas algumas vezes porque ficavam próximas ao meu hotel. Tem umas escadinhas cravadas nas rochas, e até piscinas, onde facilmente dá pra se banhar e até fazer snorkeling, se o mar não tiver muito revolto.

 Praia de rocha

As praias de areia ficam a noroeste da ilha. Visitas a Paradise Bay, Golden Bay e Ghajn Tuffieha Bay são obrigatórias! Todas elas são lindas! A minha preferida foi a Ghajn Tuffieha (ela fica ao lado da Golden Bay...tem um caminho para ir a pé de uma para outra, então dá para conhecer as 2 no mesmo dia). O pôr-do-sol na Golden Bay é imperdível!

Ghajn Tuffieha


Por do sol na Golden Bay


 Paradise Bay


8 – Conheça Mdina, a antiga capital

Mdina é uma cidade medieval; antiga capital de Malta. Possui ruas bem estreitas e uma vista privilegiada de seu entorno, pois fica em uma porção mais alta da ilha. Em metade de um dia é possível realizar esta visita, mas se você quiser realizar um passeio com mais calma para conhecer a catedral, ou até mesmo almoçar por lá, é melhor reservar um dia inteiro.

 Mdina


 Mdina

9 – Passe pelo menos um dia em Gozo

Gozo é uma ilha muito bonita também. Passei um domingo inteiro nela, mas fiquei arrependida de não ter voltado outras vezes. O acesso é feito via ferry que faz o transporte de Malta a Gozo durante o dia todo. Este ferry sai do porto Cirkewwa, bem a NW de Malta, pertinho da Paradise Bay.

Além da Blue Window, que me pareceu um excelente lugar para praticar mergulho, recomendo a visita a Ramla Bay e a capital de Gozo, Victoria. Em Victoria está a "Citadel", porção mais alta que o restante da ilha, de onde pode-se ver todo o entorno. É imperdível um passeio a pé por esta região para apreciar toda a beleza da capital de Gozo.

 Citadel


 Ramla Bay


10 – Experimente a culinária local

A culinária maltesa sofre muita influência da Itália e do Mediterrâneo. Então espere encontrar muitos peixes, frutos do mar e massas. O coelho é um prato bem tradicional por lá...e você vai encontrar de diversas formas (ensopado, frito, assado) e com bastante facilidade. Na época que fui também ouvi muito falar sobre um peixe chamado lampuki. Os malteses adoram e ele só é encontrado durante os meses de setembro a novembro. Quanto aos pães, gostei muito do Ftira.

Pedir um maltese plate é tradicional; de preferência acompanhado em uma Blue Label ou Cisk, cervejas locais."

Sanduiche com o pão Ftira e a direita um coelho assado com fritas; uma Cisk ao fundo

Fiquem a vontade para nos visitar no Profissão Turista e saber mais sobre Malta e outros destinos. Acesse aqui.
Curta a fan page no Facebook
Instagran: @profissaoturista

Até a próxima trip!


Natália Góes
_________________________________________________________________________________


Gostaria de agradecer a Natalia por dividir conosco suas experiências de viagem. Acompanhe nossos blogs para ficar por dentro das novidades e dicas de destinos imperdíveis.





Ajude o blog a se manter. Não se esqueça de fazer sua reserva em Malta pela caixa de pesquisa do blog ou clicando no link abaixo. Você não paga nada a mais por isso.







* Já conhece nossas redes sociais? Acesse os link abaixo para saber as novidades.





Se curtiu, compartilhe com os amigos! 



Bisous, 



Tha Moura



*todas as fotos e imagens enviadas pela guest post.

Atualmente: Consultora de viagens por profissão, advogada por formação, eterna viajante por vocação. Amante de vinhos, restaurantes e cultura, sem deixar de lado a paixão por moda e design.

5 comentários:

  1. Que delicia ver meu relato por aqui. Falar de Malta é sempre um prazer. Obrigada pela parceria. :)
    Beijos,
    Nat

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Nat,
      Adorei nossa parceria. E já vamos pensando no próximo post....rsrsrs
      Beijos querida e obrigada por compartilhar sua experiência de Malta.

      Excluir
  2. Nossa, que lugar lindo! Eu nem fazia ideia que existia... rs
    Muito obrigada por compartilhar tantas informações e fotos maravilhosas, com certeza fiquei curiosa para conhecer pessoalmente.
    Beijos!
    Fernanda
    www.escolhainteligente.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Fer,

      Esse lugar deve ser maravilhosos mesmo.... estou com muita vontade de conhecer também!!!
      Obrigada pela visita.
      Beijos
      Tha

      Excluir
    2. Nem fale, e o que são aquelas praias??? Tive até que ver de novo as fotos!! Hahahaha
      Beijo!

      Excluir

Obrigada pela visita e se quiser deixe um comentário.



Back to top