Como montar um roteiro de 8 dias na Suíça - Dicas importantes


Quem nunca sonhou em conhecer o país de belezas imensuráveis. Não é por menos que tanto nas regiões urbanas quanto nas áreas rurais, os destinos suíços exercem um fascínio contagiante sobre os visitantes, afinal o país oferece uma grande diversidade geográfica em uma pequena área. Saiba como montar um roteiro de 8 dias pela Suíça.


Switzerland Roteiro de 8 dias


A Suíça tem aproximadamente oito milhões de habitantes, 4 idiomas oficiais e é formada por cordilheiras, cadeias de montanhas, rios e lagos.  Mesmo levando em consideração a pequena dimensão do território,  a diversidade de atrativos gera dúvidas na escolha da região a explorar.

Tarefa difícil é  fazer um roteiro pela Suíça e escolher somente algumas regiões e atrações, dentre tantas espalhadas pelo país de beleza exuberante.  Há quem faça roteiro de 03 dias, pois tem pouco tempo de viagem. Confesso que sofri com o roteiro de 8 dias, pois deixei muita coisa de fora, queria mesmo é ficar 2 meses (haja francos).




Faça uma cotação de viagens na Agência parceira Previllege Soluções em Viagens.


Basicamente, o país poliglota, divide-se em região francesa, alemã e italiana, sendo que a quarta língua falada é a Reto-romano, além de alguns dialetos. Um roteiro ideal seria conhecer regiões e paisagens diferentes, para ter uma visão ampla do que a Suíça tem a oferecer.

Vou detalhar um roteiro de 8 dias que ficou perfeito para as cidades que escolhi conhecer, mas para quem tem pouco tempo a sugestão poder ser dividida em um mini roteiro de 3 dias. Abaixo um mapa das cidades visitadas.


Como já disse, a Suíça é um país pequeno e pode ser percorrido de carro ou de trem.  O foco da viagem foi um roteiro de trem com a Swiss Travel Pass com objetivo de aproveitar o passeio entre as cidades com as vistas espetaculares das rotas panorâmicas. Por isso minha sugestão: escolha qual região quer conhecer, defina as cidades para se hospedar, trace sua rota e faça bate e volta para as cidades vizinhas.

Meu roteiro percorreu um boa parte do país. Defini que queria conhecer o cantão de Genebra e a Riviera Suíça (lado francês); Interlaken,  que fica bem no meio do país; e a parte alemã que fica no leste, ou seja, um percurso oeste/leste. E ainda conhecer várias cidades vizinhas às que escolhi para hospedagem. Roteiro ideal para uma viagem de trem, chegando por Genebra ou por Zurich (fazendo a rota inversa).

Resumo do Roteiro de 8 dias na Suíça


- 2 noites em Montreux (primeira base de hospedagem)
Assim que chegamos ao aeroporto de Genebra a tarde já embarcamos na jornada de trem pelo país e fomos ao destino final: Montreux (90 KM).
Um dia inteiro para conhecer Montreux
Percurso de trem a bordo do Golden Pass Line com destino a Interlaken

- 2 noites em Interlaken  (segunda base de hospedagem)
Subida ao Jungfrau.
Continuar o passeio de trem com destino a Lucerna pela linha Golden Pass Line.

- 3 noites em Lucerna  (terceira base de hospedagem)
Subida ao Monte Titlis
Passeio em Berna.
Passeio em Zurique.
Passeio em Lucerna. 
Percurso de trem destino Genebra (trem expresso).

-1 Noite em Genebra
Passeio pela cidade

Primeiras Informações

Com chegar

Os aeroportos mais importantes do país são o de Genebra e o de Zurich, provavelmente as portas de entrada na Suíça. Genebra fica pertinho da França e Zurich, do lado da Alemanha.  Se estiver viajando pela Europa, outra opção é o trem que tem uma malha ferroviária fantástica. Tudo vai depender do roteiro de sua viagem.

mapa da Suíça

Sobre a Suíça

A Suíça foi criada em 1848, antes disso era uma aliança de cantões independentes. Com a Constituição de 1848, transformou-se em um Estado Federativo.

Com cerca de 8 milhões de habitantes espalhados por 26 cantões, mais de 22% da população é composta por estrangeiros. É muito comum encontrar na Suíça, portugueses e italianos, principalmente nos serviços hoteleiros e de gastronomia.

Faz fronteira com a França ao oeste, com a Alemanha ao norte, com a Áustria e o principado de Liechtenstein ao leste e com a Itália a sul. E  ao contrário do que todos pensam, a capital da Suíça não é Genebra e sim a encantadora cidade de Berna. Possui 1.484 lagos e 140 geleiras entre elas a do Jungfraujoch, o Topo da Europa.

Lugar de paisagens deslumbrantes, lagos, geleiras, picos nevados, cultura e gastronomia diversificada. Tem uma das menores taxas de criminalidade, mas nem por isso devemos deixar de prestar atenção e ficar alertas. Infelizmente acho que presenciei um fato que é difícil de ocorrer, principalmente em cidade pequena: um assalto. Foi tudo tão rápido que até ao policial demorou para cair a ficha do que estava acontecendo. Ninguém se feriu, mas aconteceu diante dos meus olhos, por isso fiquem sempre alertas.

Quanto ao clima, no verão a temperatura pode variar entre 25 e 30 graus; na primavera e no outono, a temperatura durante o dia varia entre 8 e 15 graus; no inverno pode variar de -2 a 7 graus. Dependendo da altitude, a faixa de temperatura pode variar.

Na gastronomia, para quem gosta de variedade a Suíça é o lugar ideal, pois a cozinha regional é ampla e variada. Dependendo da região vai ter uma influência, alemã, francesa ou italiana. Normalmente o horário de almoço é entre 12h e 14h e jantar é entre 18h e 21h30min, podendo variar. A gorjeta não é necessária pois está incluída no preço.

Uma boa notícia é que desde 2010 é proibido fumar em locais públicos na Suíça, isso inclui restaurantes, bares, edifícios públicos e transporte público. O que deixa os ambientes muito mais agradáveis, certo?

Como montar um roteiro na Suíça?

Primeiro: saiba seu objetivo.

O que quer conhecer, qual passeio quer fazer, qual cidade é prioridade. Estude bastante, principalmente o mapa do país. Coloque no papel tudo.

Nosso objetivo era fazer passeios de trem pela Suíça, incluindo os panorâmicos; conhecer o lado francês e o alemão; ver os Mercados de Natal; conhecer montanhas nevadas e estações de esqui; passear de barco; visitar algumas cidades; comprar Vitorinox e principalmente comer muito chocolate.

Segundo: escolha a época do ano


Traçado o objetivo, escolha a estação que quer viajar, no meu caso para ver mercado de natal e neve teria que ser inverno e dezembro. Para esquiar aconselho de meados de janeiro até março. E para paisagens deslumbrantes, com flores e lagos, a primavera e verão é a época certa. No inverno a paisagem também é incrível, toda branquinha. Eu adoro. A Suíça deve ser espetacular o ano todo!!!

Terceiro: escolha o meio de transporte


Sabendo a estação do ano, será mais fácil decidir o meio de transporte: carro ou trem.
Há quem goste de liberdade e prefira carro, mas no inverno não aconselho, devido a neve nas estradas.  E para ser sincera, o trem é tão eficiente na Suíça e a malha é tão completa que te levará a todos os lugares que quer conhecer, pode ter certeza. Além do fato que a paisagem dos trens panorâmicos é fantástica.

Quarto: escolha bases


Bases são cidades que passará as noites e que são próximas de outras cidades para fazer um bate e volta. Assim não precisará trocar de hotel todo dia e nem se preocupar em ficar viajando com malas. Geralmente são as cidades maiores como Genebra, Zurique, Lucerna, Lugano, mas pesquise as cidades menores que também são um charme. Tudo vai depender de qual região quer conhecer.

Onde se hospedar na Suíça?


Decidida as bases de hospedagens em função das cidades e passeios ao redor é a vez de escolher os hotéis e quantos dias em cada região.  Minha ideia seria uma viagem com calma, para desfrutar o melhor da Suíça, então estava fora dos planos bate e volta para os picos nevados, pois são passeios de dia inteiro e seria muito cansativo. Mas para quem não tem muito tempo, é possível se hospedar em Zurique por exemplo e fazer o passeio para o Jungfraujoch. Portanto escolhi bases e tempo de pernoite tendo em vista uma viagem tranquila.

As cidades escolhidas foram de acordo com a proximidade de outras na "pequena" lista de "queria conhecer". Lógico que em 08 dias não dá para conhecer muita coisa, mas o principal foi explorado.


Faça sua reserva no BOOKING ou Hotéis.com e garanta o melhor preço.


1) Montreux


Começamos por Montreux, no lado francês da Suíça e distante 90km de Genebra, o aeroporto de chegada. Optamos por ficar em Montreux pois é de lá que sai o tem panorâmico Golden Pass Line, além de ser uma região belíssima.

Note que a base foi escolhida tendo em vista a saído do trem logo cedo para Interlaken, ou seja, ficar em Genebra, só dificultaria a viagem. E também pelo fato do Mercado de Natal ser um dos mais charmosos da Suíça.

Para saber tudo sobre a cidade acesse o post O que fazer em Montreux.


———-> Encontre os melhores hotéis em MONTREUX com a facilidade de cancelamento gratuito.

2) Interlaken


Lindner Grand Hotel Beau Rivage Interlaken

A cidade foi escolhida pois é de lá que parte o trem para o Jungfrau, o Topo da Europa. Essa viagem foi totalmente planejada tendo em vista esse passeio que tem duração de um dia inteiro. Para não ficar cansativo, decidi me hospedar na cidade mais próxima. Mas porque 2 noites em Interlaken? Para poder conhecer a cidade e fazer passeio de barco no Lago Thun. Mas é possível a pernoite de 1 noite apenas e após o passeio ao pico seguir viagem para a próxima cidade de estadia.

O hotel escolhido foi o emblemático Lindner Grand Hotel Beau Rivage, um hotel 5 estrelas com excelência em hospitalidade. Fiz um  review detalhado sobre o Lindner Grand Hotel Beau Rivageo qual indico para estadia em Interlaken.


———-> Encontre os melhores hotéis em INTERLAKEN com a facilidade de cancelamento gratuito.

3) Lucerna


Ameron Hotel Flora Lucerne Suíça

A cidade foi escolhida pois fica em uma região estratégica, entre Berna e Zurique, outras localidades que estavam na "listinha". Portanto 3 noites são ideais, considerando 3 cidades para explorar, além de picos nevados e passeios de barco.

Em uma cidade mais cosmopolita, escolhemos um hotel moderno, perto da estação de trem e do centro histórico, o Ameron Hotel Flora Lucerne. Fiz um  review detalhado sobre o  Ameron Hotel Flora Lucerne o qual indico para estadia em Lucerna.


É uma região muito rica em termos de passeios e cidades próximas, portanto se tiver apenas 3 dias poderá escolher Lucerna e conhecer muito lugar incrível.

———-> Encontre os melhores hotéis em LUCERNA com a facilidade de cancelamento gratuito.

4) Genebra


E não poderia deixar de fora Genebra, a segunda cidade mais populosa da Suíça, importante centro de diplomacia e de cooperação internacional com presença de organizações como as Nações Unidas, Unesco e Cruz Vermelha. Fizemos um passeio pela cidade com o pessoal da Prestige Tours. Empresa que oferece serviço de primeira qualidade em veículos luxuosos e confortáveis para transporte de passageiros, seja para lazer ou trabalho.

———-> Encontre os melhores hotéis em GENEBRA com a facilidade de cancelamento gratuito.


Passeios e alimentação na Suíça




A Suíça é cara?

É sim, apesar do Franco ser uma moeda que vale menos que o Euro, o valor em Franco dos passeios e alimentação é muito maior que em outras cidades na Europa. Então a conta sai cara. Até Mc Donalds tem custo elevado na Suíça, portanto se quer conhecer o país, saiba que que vai gastar. Ciente disso, quem está na chuva é para se molhar não é mesmo. Se decidiu conhecer a Suíça, não lamente os francos gastos, ou melhor, a desvalorização da nossa moeda em relação a outras. Curta e divirta-se!!!! E posso dizer que será mágico. Na minha opinião, o melhor país que já conheci.

Mas qual a média de uma refeição na Suíça?

O valor da refeição pode variar muito de acordo com o restaurante e a cidade. Uma refeição barata não sai por menos de 15 francos por pessoa, sem bebidas.  Até o Mc Donalds é caro na Suíça.
O viajante gastará em torno de 15 a 20 francos por refeição em um restaurante não considerado barato (media de preço).

E a média de preços de passeios?

Os picos são bem caros. Nada abaixo de 50 francos. O Jungfrau é bem mais caro, a subida sai por 200 francos. Com o Swiss Travel Pass o visitante tem acesso gratuito em alguns trechos e desconto em outros. Saiba tudo sobre a subia ao Topo da Europa.

Valor médio: 4 francos uma xícara de café; 35 fracos um menu de 3 pratos; 120 francos uma pernoite em hotel; 2,50 francos um bilhete de transporte público. 

Então vamos ao que interessa, o roteiro detalhado. Mas antes gostaria de indicar os chips d EasySim4U, que funcionou perfeitamente na Suíça, inclusive a uma altitude de mais de 3mil metros. E você pode adquiri no link abaixo.


Quer ficar Conectado durante a sua viagem? Os Chips da EasySim4U tem cobertura em 140 países. Adquira já o seu!



Roteiro detalhado de 8 dias na Suíça 


Chegada ao Aeroporto de Genebra e Passes da Swiss Travel Pass

Chegamos na Suíça pelo aeroporto de Genebra (Geneve) de onde seguimos direto de trem para Montreaux no cantão de Vaud ou Riviera na beira do Lago Léman.

Logo ao chegar no aeroporto de Genebra, trocamos nosso passe de trem da Swiss Travel Pass e partimos para Montreux.   Meus tickets foram retirados no aeroporto de Genebra. Para chegar a loja SBB é muito fácil: pegue sua mala na esteira e saia virando à esquerda. Siga até o final do corredor que termina em uma porta giratória e vire à direita. Logo a sua frente estará uma enorme loja da SBB.

Swiss Travel Pass é um bilhete que permite aos viajantes conhecer a Suíça de ponta a ponta de trem, ônibus e barco, fora muitos outros benefícios, tais como entradas gratuitas em museus e utilização dos famosos trens panorâmicos.

———->  Saiba tudo sobre o Swiss Travel Pass no review detalhado.



Swiss Travel Pass


Ao chegar na estação de trem em Montreux, pegamos um táxi para o Hotel. Fiquei hospedada em um hotel 5 estrela, mas que não indico, pois achei péssimo o serviço.

———-> Encontre os melhores hotéis em MONTREUX com a facilidade de cancelamento gratuito.

DICA: Ao fazer o check in no seu hotel, peça o Montreux Riveira Card. Um cartão gratuito para todas as pessoas que se hospedam num hotel e oferece vantagens como: transporte gratuito pela cidade; 50% desconto em cruzeiro e nos transportes alpinos e 50% desconto em entradas de museus e parques.


Dia 1: Conhecendo Montreux


Chillon Castle Montreux Suíça
Chillon Castle Montreux Suíça
Montreux é uma linda cidade rodeado por vinhedos e emoldurada pelo Alpes e o Lago de Léman, conhecida pelo melhor Mercado de Natal, além de ser o ponto de partida de um dos trens panorâmicos existentes no país. O órgão de turismo de Montreux (Montreux Riveira), montou uma agenda para o blog e começamos logo cedo com o Chillon Castle, um monumento histórico que inspirou artistas e escritores. Construído estrategicamente em uma ilhota rochosa para controlar a passagem entre o norte e sul da Europa, a menção mais antiga do Castelo data de 1.150 onde a família de Sabóia o controlava.

Após o almoço encontramos nossa guia que nos levou a um passeio pela cidade e seus atrativos, incluindo a cidade velha, o Mercado de Natal e Queen Experience.

Queen Experience: Para quem não sabe,  na década de 80 Freddie Mercury morou em Montreux e muitas de suas canções foram insperadas nas lindas paisagens da cidade. A exposição do Queen está dentro do Casino onde originalmente era o Mountain Studios. 


Queen Experience Montreux Suíça

Montreux NoëlHá 22 anos, o Mercado de Natal encanta seus visitantes  e reserva-lhes uma recepção calorosa e amigável em um festival de cores que criam um ambiente magnífico no coração de Montreux.


Montreux Noël Suíça

———->  Saiba tudo sobre Montreux no post detalhado que está no blog.


Dia 2: Passeio de Trem Panorâmico Golden Pass Line e Passeio de Barco no Lago Thun



Lago Thun

Seguimos em direção a Interlaken na Linha Golden Pass Line com nosso Swiss Travel Pass.


Golden Pass Line: Montreux é o ponto de partida do trem panorâmico que atravessa a Suíça a partis dos vinhedos às margens do Lago de Genebra até o Lago de Lucerna, passando por 2 regiões linguísticas, 8 lagos, 6 cantões e 3 montanhas.


Golden Pass Line: My Switzerland

Golden Pass Line: My Switzerland

Uma viagem extraordinária em 2 comboios (trens) diferentes, com uma vista panorâmica e uma paisagem deslumbrante. Um espetáculo interminável e inesquecível. 

O Trem saí de Montreux e para em Zweisimmen, onde há a troca de trem e segue para Interlaken. Você poderá escolher entre o Trem Clássico e o Panorâmico.  O trem clássico GoldenPass, que funciona na linha de Montreux-Zweisimmen, oferece uma viagem com um ambiente romântico e de estilo retrô, inspirados pelo Golden Mountain Pullman Express da década de 1930, um trem de luxo no estilo de Orient Express. 

Chegada ao hotel em Interlaken e passeio pelo pelo Lago Thun. Um passeio de 2 horas de paisagens deslumbrantes  enquanto desfruta de uma boa refeição e um copo de vinho.

Passeio de Barco no Lago Thun: localizado entre as cidades de Oberland Bernês de Thun e Interlaken, o lago é especialmente popular para praticantes de windsurf. Uma maneira perfeita para descobrir a diversidade paisagística da região. Viajei pela linda paisagem de costa encantadora, românticos vilarejos, e os picos nevados: Eiger, Mönch e Jungfrau


 My Switzerland Lago Thun

Interlaken Suíça
Interlaken Suíça

Estadia em Interlaken no Lindner Grand Hotel Beau Rivage, um clássico hotel 5 estrelas perfeito para quem procura luxo e atendimento de primeira.

———->  Confira o review completo do Lindner Grand Hotel Beau Rivage.


Dia 3: Conhecendo o Topo da Europa



Jungfraujoch, Top of Europe Suíça

Quem pensa em viajar para a Suíça, com certeza Jungfrau vem a cabeça, pois é um dos lugares para ver neve durante o ano todo, o que torna a visita ao Top of Europe uma das experiências inesquecíveis de toda a viagem.

Jungfraujoch, Top of Europe: Uma estrada de ferro construída há mais de 100 anos te levará a estação de ferro mais alta da Europa a 3.454 metros de altura.  Chegar em JungfrauJOCH não é tão simples. A partir da cidade de Interlaken, serão 3 paradas com troca de trem e o percurso dura em média 2h apenas para subir. Por isso reserve um dia inteiro para esse passeio.


Jungfraujoch, Top of Europe:


Para saber mais detalhes desse passeio incrível: Jungfraujoch, Top of Europe, como chegar.

Na volta para Interlaken, resolvemos parar em Grindelwald, um charmoso vilarejo com vista espetacular. Na descida por Grindelwald, o turista tem a ampla visão da temida face norte do Eiger, no qual muitos alpinistas perderam suas vidas tentando escala-la. 

Abaixo um mapa da região de Interlaken, com os dois lagos, as montanhas e as cidades mencionadas. Há muita coisa para conhecer.



Dia 4: Continuando o passeio pela Golden Pass Line até Lucerna


Seguimos pela terceira parte do Golden Pass Line em direção a Lucerna. O passeio mais lindo de trem que já fiz.  Um passeio imperdível. Chegamos em Lucerna, fizemos check in no Hotel Ameron Hotel Flora Lucerne.

Localizada na Suíça central, Lucerna encontra-se inserida em um impressionante panorama de montanhosa: Rigis, Pilatus e Titlis. A cidade em si tem muita história pois a Ponte da Capela (Kapellbüche), localizada n centro velho é considerada uma das mais antigas pontes de madeira coberta da Europa. A cidade  também tem um muralha (Museggmauer) com diversas Torres preservadas e palco de um dos monumentos mais conhecidos da Suíça, a figura do leão moribundo.


Ponte da Capela (Kapellbüche) Lucerna


Dia 5: Desvendando o Monte Titlis e Berna


Monte Titlis:  localizado a 40km de Lucerna em  Engelberg, a subida é através de dois teleféricos que te levam ao topo a uma altitude de 3.028m. Lá está situada a ponte suspensa mais alta da Europa, a Cliff Walk.


Monte Titlis Suíça

Cliff Walk Monte Titlis

Para quem gosta de esqui, aárea de esqui de TITLIS possui mais de 80 quilômetros de pistas, para todos os níveis de habilidade.  A pista de descida mais longa da montanha cobre uma área de mais de 12km e altitude de 2.000 metros e a temporada vai de Outubro a Maio.   

Lembre-se que o portador do Swiss Travel Pass tem 50% de desconto.

Para saber mais detalhes desse passeio incrível: como conhecer o Monte Titlis

Há diversas atividades ao ar livre e a beleza da região de Lucerna é incomparável. Após o passeio pelo Titlis, fomos de trem para Berna, a capital da Suíça e considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. A cidade é linda e tem um clima pitoresco e medieval. O Mercado de Natal é completamente diferente de Montreux e muito bonitinho. 

Berna Suíça
Berna

Dia 6:  Conhecendo Zurique


Saímos logo cedo em direção a Zurique, uma cidade mais cosmopolita e agitada, todavia sem perder o charme das cidadezinhas Suíças. A cidade é considerada a meca das compras e lá você encontrará todas as lojas para fazer aquela comprinha básica. São não se esqueça que na Suíça é tudo mais caro, porém a Victorinox é tabelada. Cidade dos museus, da vida noturna e da arte.

Zurique Suíça

É muito fácil chegar a Zurique, seja de trem, avião ou carro. Como disse, é uma das portas de entrada da Suíça, pois o aeroporto internacional tem conexões diretas com mais de 150 destinos.



 Faça seu seguro viagens com desconto nos parceiros do blog: Mondial Travel ou Real Seguros.


Dia 7: Passeio de trem expresso de Lucerna a Genebra


Último passeio de trem pela Suíça, seguimos pela linha expressa Lucerna/Genebra. Um lindo passeio de trem, porém mais rápido, pois não é um trem panorâmico. Bom para ganhar tempo no deslocamento entre cidades distantes.

Ao chegarmos no aeroporto de Genebra (há uma estação de trem lá), o pessoal da Prestige Tours estavam nos esperando para nos levar ao Hotel em Genebra. Tarde livre em Genebra para passear pelos pontos principais da cidade, tais como:

Jet d´Eau - visível à distância, o jato que espirra água a 140 metros de altura é o "marco" de Genebra.
ONU -   ao passar pelo portão do Palácio da ONU, os visitantes entram em território internacional.
Relógio das flores - localizado num jardim em frente ao lago do Jet d´Eau.

Genebra Suíça

Genebra Suíça, Relógio das Flores


Se tiver mais uns dias pode conhecer algumas cidades da França: Evian, Annecy.

Dia 8: Genebra 


Última volta por Genebra  antes de pegar o voo de volta para casa ou para outro país da Europa. Genebra, com seu ar cosmopolita e humanitário é conhecida como Capital da Paz, pois é sede da ONU e da Cruz Vermelha.

Aqui vão dicas de hotéis para se hospedar em Genebra.

———-> Encontre os melhores hotéis em GENEBRA com a facilidade de cancelamento gratuito.

O que achou do roteiro? Tem alguma dúvida? Então deixe no comentário para que eu possa te ajudar. 



Informações úteis:

Documentos: Suíça é um dos países que subscreveram o Acordo de Schengen, pelo qual se permite a livre circulação dos visitantes procedentes de qualquer dos estados membros do mesmo, sem qualquer controle fronteiriço.  

Além do Acordo de Schengen, que abrange os residentes na Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letónia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polónia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça, existem também outros acordos com determinados países, que simplificam a entrada em Espanha, para os quais não é exigido um visto de entrada, sendo suficiente a apresentação de um passaporte válido. É este o caso de Andorra, Argentina, Austrália, Brasil, Brunei, Canadá, Cidade do Vaticano, Costa Rica, Croácia, El Salvador, Estados Unidos da América do Norte, Guatemala, Honduras, Hong Kong, Israel, Japão, Macau, Malásia, México, Mónaco, Nicarágua, Nova Zelândia, Panamá, Paraguai, República da Coreia, São Marino, Singapura, Uruguai e Venezuela.

Se este não for o seu caso, deverá solicitar um visto turístico na embaixada da Suíça do seu país de residência.

Não se esqueça de tirar xerox das primeiras páginas do passaporte. Uma precaução em caso de extravio ou roubo.

Vacinas: Não há obrigatoriedade de nenhuma vacina para entrar na Suíça.

Medicamentos: Leve sempre um kit com os principais remédios, tais como analgésicos, antitérmicos, antigripal, pois é muito difícil conseguir comprar algum medicamento sem receita médica.

Idioma: Francês, alemão, italiano, embora a maioria da população pode falar inglês.

Fuso: 3h a mais que o horário de Brasília (verifique o horário de verão).GMT+1 (GMT = Londres)

Moeda: Franco Suíço (CHF). O Euro é aceito em lojas maiores.
Todos os cartões de crédito são aceitos : Visa, Mastercard, American Express. 

Voltagem e Tomadas: A rede elétrica suíça é de 230 volts, n frequência de 50 hertz, com tomadas de dois pinos cilíndricos (tipo C) e de três pinos (Tipo J). Mas sempre é bom levar adaptador universal.


Emergências: 117 chamadas de emergência da policia
                      118 centro de alarme de incêndio
                      144 Ambulância, chamada de emergência




Para mais informações sobre a Suíça, acesse o Post Índice



Leia mais: 


APOIO

* O Blog Love and Travel passeou pela Suíça com o apoio dos órgãos de turismo: My SwitzerlandMontreux Riviera Tourisme e de alguns hotéis, o qual agradecemos a oportunidade, todavia informo que este post expressa minha sincera opinião sobre os serviços oferecidos. Muitas outras despesas foram custeadas pelo blog.
* Fonte: My Switzerland

Gostou do artigo? Uma forma de retribuir é fazer reservas pelos parceiros do blog. Cada fez que uma reserva é feita nos links abaixo, você não paga nada a mais por isso e ajuda o blog a divulgar mais conteúdo gratuitamente.


RESERVE AQUI


Aproveite e organize sua viagem com os parceiros do Blog e se quiser um Roteiro Personalizado, envie um email para: love.and.travel@hotmail.com



Encontre seu Hotel nos melhores sites de busca: BookingHotéis.comTrivago.


Compre suas passagens nas Cias Aéreas:  AlitaliaAviancaAzul, GolLatamKlmTap


Compare tarifas para alugar carro na: RentCars


Evite aborrecimentos, faça um seguro viagem na: Mondial Travel ou RealSeguros.




Fique conectado em suas viagens com os chips da  America Net Mobile e EasySim4U


Compre ingressos online no Ticketbar ou Weplann e esqueça das filas !!!


Adquira moeda estrangeira na Cotação ou solicite um orçamento.





* Já conhece nossas redes sociais? Acesse os link abaixo para saber as novidades.

Atualmente: Consultora de viagens por profissão, advogada por formação, eterna viajante por vocação. Amante de vinhos, restaurantes e cultura, sem deixar de lado a paixão por moda e design.

20 comentários:

  1. Estamos planejando colocar a Suíça no nosso roteiro de Europa e as dicas vão ser muito úteis. Post salvo !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Victoria.
      Isso, salvar o post para consultar depois é ótimo. Obrigada pela preferência :)
      bjinhos
      Thais

      Excluir
  2. Uau, muito completo o seu roteiro Thais, parabéns! Uma pena que o país seja mais caro se comparado com os outros, mas morro de vontade de conhecê-lo. Obrigado por compartilhar tantas informações úteis. Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Amilton.
      Que bom que gostou do roteiro. A Suíça é um sonho de muitos, pena ser tão cara. Mas vale a pena :)
      Abraços
      Thais

      Excluir
  3. Estou planejando alguns dias na Suíça e seu post chegou no momento certo! Adorei as dicas! Apesar de um país relativamente pequeno há muita coisa para se fazer por lá, difícil escolher. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Lulu,
      Difícil escolher o que visitar mesmo.... tanta coisa linda!!!!
      Já quero voltar...rsrsrs
      bjinhos
      Thais

      Excluir
  4. A Suíça é um país fascinante! Amei conhecer e pretendo voltar com mais tempo. Adorei o roteiro e as dicas.

    ResponderExcluir
  5. Que delícia de roteiro! A Suíça ainda não está nos meus planos, mas quando chegar a minha hora voltarei aqui pra consultar tudinho :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Gisele,
      Sim salve esse roteiro para consultar depois e se precisar de ajudar, pode me perguntar :)
      Bjinhos
      Thais

      Excluir
  6. Perfeito este teu post!
    Minha viagem pela Suiça ocorreu meio no susto (reservei hotel no meio do caminho, sem saber exatamente se ficava em Lugano ou se iria até Zurick) e decidi ficar apenas por 3 dias. Ali percebi que nao é um paìs para se aproveitar no sopetao (como fiz em vàrios lugares da Itàlia).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Juliana,
      A Suíça é um lugar para ser estudado. Uma viagem toda pensada no que quer conhecer e fazer. assim aproveitamos mais, não é??
      Obrigada pela visita
      bjinhos
      Thais

      Excluir
  7. Uau! Que roteiro magnifico! Cada lugar incrível né! Ainda quero conhecer a Suíça! Espero ter a oportunidade em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Itamar.
      Breve a oportunidade virá :)
      Obrigada pela visita.
      Abraços
      Thais

      Excluir
  8. oi Tha... a Suíça é mesmo um país encantador e de cenários extraordinários. Muito caro também. Acho que estes são 2 dos aspectos mais marcantes da Suíça, não?! Eu passei 15 dias por lá, mas só visitei em comum com você Genebra onde passei alguns dias e Montreux onde visitei o Château de Chillon. De resto visitei outras cidades, o que mostra que a Suíça permite muitos tipos de roteiros.

    Com certeza este texto ajudará muita gente que pensa em visitar este tão bonito país. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Analuiza,
      A Suíça permite vários roteiros e várias viagens. Haja cofrinho...rsrrss
      Obrigada pela visita.
      bjinhos
      Thais

      Excluir
  9. Nunca tinha visto um roteiro tão bem detalhado! Está super completo e repleto de dicas. Uauuuu! Assim fica fácil fazer um roteiro pela Suíça, só preciso juntar bastante dinheiro e preparar o bolso rsrsrsrs. Obrigado por compartilhar conosco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Cleber,
      Que bom que gostou do roteiro. Sempre bom ajudar as pessoas a viajar mais :)
      Obrigada pela visita.
      Abraços
      Thais

      Excluir
  10. Adorei seu blog!!
    Me ajudou 1000% a montar meu roteiro pela Suiça....única diferença que irei no verão rsrs

    Parabens!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Mariana.
      Fico feliz que o post tenha te ajudado. Sinal que estou alcançando meus objetivos :)
      A Suíça no verão deve ser linda.... quero ir de novo heheeh
      Bijinhos e obrigada pela visita.
      Thais

      Excluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e se quiser deixe um comentário.



Back to top