Qual a melhor época para visitar Santiago do Chile

Queridos Viajantes,
Dear Travellers,

Welcome!!! To translate this page, click the button on the right side. 


Viajei para Santiagos em duas ocasiões: Inverno e Verão e apesar de AMAR o Inverno, cada estação tem seu charme e encanto.

Eu costumo dizer que todas as cidade merecem ser visitadas no mínimo duas vezes, em estações diferentes, é claro.

Adoro o charme do outono e do Inverno, mas as ruas floridas da primavera e do verão também merecem ser apreciadas.


Casa de La Moneda


Há lugares que o outono e o inverno são bem diferentes, mas em Santiago não neva, então o outono e inverno são bem parecidos. Árvores sem folhas e as caídas naquela tonalidade vermelho-amarelada. A Cordilheira dos Andes com seus picos nevados. A paisagem é realmente linda.



No verão as árvores verdinhas e as flores coloridas deixam a cidade mais leve e animada. As pessoas passeiam e fazem picnics nos parques e bosques. O verão de Santiago tem temperaturas agradáveis e a noite é bem fresquinho.



O clima tanto no inverno quanto no verão é bem seco, por isso a hidratação é muito importante. Beba muita água e abuse dos cremes hidratantes e protetores labiais.


O que fazer no verão?

Praticamente tudo que se pode fazer no inverno, como por exemplo visitar o Valle Nevado. Dizem que a vista é linda no verão. Eu conheci somente no inverno.

No Cerro San Cristobal, há o parque metropolitano com piscinas. Não conheci, mas seria uma boa alternativa para refrescar o verão.

Nessa última viagem, no verão, aproveitei para conhecer alguns lugares que ainda não conhecia, pois minha outra viagem a Santiago foi bem rápida. E também voltei a lugares já visitados anteriormente.

Adoro o clima de Santiago, seus bares e restaurantes. E o povo chileno é uma graça. Educados e sempre disposto a te ajudar.

Santiago é uma cidade de fácil locomoção e muitas atrações  na região central podem ser visitadas a pé. Táxi é muito barato e o metro te leva a todos os lugares.


O que visitar em qualquer estação:

Região Central

  • Palacio de La Moneda: Sede do Governo do Chile. Há dias certos para visitação. Infelizmente não pude entrar novamente, pois estava fechado. Vou ter que voltar. Há também a troca de guarda, que acontece de dois em dois dias que também não consegui ver. Para maiores informações acesse: aqui.
Dias ensolarados de Verão

Em pleno Verão o clima é agradável

Dia Cinza de Inverno

  • Plaza de Armas: Centro histórico da cidade atualmente utilizada para atividades culturais.
  • Correios: localizado na plaza de armas, o prédio é simplesmente lindo. Fiquei encantada com a arquitetura.
Correios ao fundo

  • Mercado Central: localizado a poucos quarteirões do Palacio de La Moneda e próximo a Plaza de Armas. Percorrer essa região a pé é um colírio. A arquitetura da cidade é linda. 
      O Mercado é conhecido pelos restaurantes e pela famosa Cetolla (um caranguejo gigante de águas frias). Nós provamos e posso dizer que é uma delícia. Parece Lagosta. Se for a Santiago, não deixe de provar.




      Dentre tantos restaurantes escolhemos o Donde Blanca, bem tradicional.

  • Passeo Ahumada: calçadão comercial, onde localiza-se casas de cambio, lojinhas, os famosos "Cafés com Piernas", restaurantes.
  •  Bairro Paris-Londres: Como não amar esse pequeno bairro com charme europeu. Na verdade Paris-Londres é um entroncamento entre duas ruas. Também é uma ótima região para se hospedar, com alguns cafés e hotéis.
No inverno

No Verão


O dúvida cruel.....rsrsrs



       Há diversos museus na região central, mas não visitamos nenhum.


Cerro San Cristobal: principal mirante da cidade, está localizado a poucos kilometros do centro e chega a 880 metros de altura.




Ceu Azul no Verão

Dia cinzento no inverno



O Parque Metropolitano faz parte do Cerro. Uma área pública muito popular entre turistas e locais. O acesse pode ser pelo funicular. 






Há trilhas para trekking e bike.

No Cerro encontra-se o Santuário da Imaculada Conceição. Um templo da Igreja Católica ao ar livre. 






Há também um zoológico.
Para maiores informações acesse: aqui.


Uma Curiosidade do Chile, os presépios não tem a imagem do Menino Jesus que somente é colocado no dia 25/12, após o nascimento.

Museu La Chascona, localizado perto do Cerro San Cristobal. O Museu é uma das Casas do poeta chileno Pablo Neruda, ganhador do Nobel de Literatura, construída para uma de suas mulheres. A casa foi construída em formato de navio e tem visitas guiadas em espanhol e inglês.

- Cerro Santa Lucia: Foi o lugar onde Pedro de Valdívia fundou oficialmente a cidade em 1541. Há ruínas e um Castelo, com mirante e jardins. Um parque elevado com 69m de altura no meio da cidade, muito diferente e lindo.
Entrada gratuita.



Vista da Cidade







Patio Bellavista: Um espaço recheado de restaurantes e lojinhas de souvenirs.

- Parque Arauco: Shopping com diversas opções de restaurantes.
Para mais informações acesse: aqui

Vinícola Concha y Toro: Localizada a quase 30km de Santiago, pode-se chegar de metro e a partir da última estação pegar um táxi até a bodega.
Fundada em 1883, a Vinha Concha y Toro é a principal produtora de vinhos da América Latina. Vale a pena conhecer a história da vinícola e fazer degustação. Há visitas em português, espanhol e inglês.
Para maiores informações acesse: aqui.




Estações de Esqui: Na primavera e verão há passeios para a região das montanhas. No inverno há passeios para esquiar nos centros de esqui. São quatro: Farellones, El Colorado, La Parva e Valle Nevado. Geralmente o hotel oferece passeios as montanhas que incluem transporte, aluguel de roupas e equipamentos, aulas e ingressos para as estações.
Quando viajei no inverno (Agosto) escolhi o passeio completo (aula, aluguel de roupas e equipamentos).




Meu conselho: se nunca esquiou faça aula para aprender, caso contrário o chão (a neve) será sua melhor amiga, rsrsrsrs. E não tenha medo de cair, não machuca, tá.


Dica de Restaurante:

- Como Água para Chocolate

Localizada ao lado do famoso Patio Bellavista, um lugar aconchegante, acolhedor, rústico e sensual. Ótimo para jantar. Os pratos são elaborados e o atendimento excelente. Não deixe de pedir uma sobremesa.




*Fotos do facebook do Restaurante



Localização: Constitución 88, Providencia, Santiago, Chile.
Site: click aqui

- Bar e Restaurante Liguria Manuel Mont

Há 2 restaurantes Linguria em Santiago o Manuel Mont, o Pedro de Valdivia, eo Luiz Thayer Ojeda, todos localizados no bairro Providencia. Conheci apenas o Linguria Manuel Mont.




Foi neste restaurante que tomei um dos melhores Pisco Sour de Santiago. Para quem não sabe, Pisco Sour é um drink típico do Chile. Parece uma mistura de Caipirinha com Marguerita. Não dá para explicar, tem que provar. É delicioso.
Um ótimo restaurante, bom atendimento e cardápio diversificado.

Localização: Av. Providencia, 1373, providencia, Metro Manuel Mont, Santiago, Chile.
Site:click aqui


- Patio Bellavista (diversos restaurantes)

No Patio há diversos restaurantes, difícil é escolher um. 
Escolhemos o Montana Steakhouse & Bar. pratos muito bem servidos e ótimo custo benefício.

O Patio é um lugar voltado para a cultura e gastronomia. Lá você encontrará lojinhas de souvenirs, artesanato e muito mais.



Para mais informações acesse: aqui.
Localização: Constitución 30-70, Providencia, Santiago, Chile.


Dica 1: Em Santiago há Free Tour com duração de aproximadamente 4 horas de caminhada pelos principais centros turísticos. Todos os dias as 10h inicio na Plaza de Armas. OBS: não fiz esse tour, mas fica a dica. Abaixo um folheto explicativo.




Dica 2: Em Santiago há  o Turistik Hop on/ Hop off, o famoso ônibus vermelho de 2 andares que funciona das 9h30min as 18h00 em que o turista pode descer e subir quantas vezes quiser. Não fiz esse passeio, mas acho super válido para ter uma visão geral da cidade #ficaadica. Eu sempre faço esse passeio nas cidades que o oferece, só não fiz em Santiago, pois meu namorado sempre viaja para a cidade e já conhecia.
Abaixo um folheto explicativo.



Em vermelho o trajeto do ônibus 



Dica 3: Táxi é muito barato no Chile, então se estiver cansado de andar, não hesite em chamar um.

Dica 4: Centro e Providência são ótimas opções de hospedagem e próximas aos centros turísticos. Las Condes é o bairro mais requintado, todavia um pouco afastado. 
Como eu sempre digo, hospedagem é muito particular. Na minha opinião, gostei de ficar em Providência. Farei um post específico com dicas de hotéis que já me hospedei.

Dica 5: Os passeios para o Valle Nevado, duram o dia todo. Portanto, se o objetivo é esquiar mais de um dia, aconselho se hospedar um uma das estações de esqui por 2 ou 3 noites. El Colorado e La Parva tem preço bem melhores que Valle Nevado.




Ajude o blog a se manter. Não se esqueça de fazer sua reserva em     SANTIAGO  pela caixa de pesquisa do blog ou clicando no link abaixo. Você não paga nada a mais por isso.





* Já conhece nossas redes sociais? Acesse os link abaixo para saber as novidades.




Se curtiu, compartilhe com os amigos! 



Bisous, 



Tha Moura


Atualmente: Consultora de viagens por profissão, advogada por formação, eterna viajante por vocação. Amante de vinhos, restaurantes e cultura, sem deixar de lado a paixão por moda e design.

2 comentários:

  1. Oi, Thais! Esse tour à vinicula, você fez "por conta" ou pegou o tour em algum lugar? Você vê a produção ou é só degustação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Ana, tudo bem?
      Eu fiz o tour por conta, não contratei agência. É super fácil de chegar. Só pegar o metro até a última estação da linha azul. Assim que descer, haverá muitos táxis inclusive anunciando para levar à vinícola. A corrida de táxi no Chile é muito barata e não é muito longo o percurso.
      Eu não marquei horário e cheguei lá e comprei ingresso. Há possibilidade de marcar horário.
      Há um tour às 12h que é em português, mas eu fiz em espanhol mesmo. A visita é bem detalhada, conta a história da família, percorre-se a propriedade, visita-se a produção e termina com a degustação. Muito bom. Fiz a degustação mais simples, mas há opção de escolher degustação com mesa de queijos.
      Na volta, na mesma rua da vinícola, desça a pé a rua sentido voltando e há ums 500 metros encontrará alguns restaurantes muito bons e com preços ótimos. Foi dica do taxista. Eu fui no El Toro Manso.
      Depois é só pegar um taxi para te levar a estação de metro e voltar para Santiago.
      Você vai gastar menos de 1/3 do valor cobrado para as viagens compradas no hotel.
      Se tiver alguma outra dúvida, é só falar.
      Beijos e obrigada pela visita.
      Thais

      Excluir

Obrigada pela visita e se quiser deixe um comentário.



Back to top