Província de Córdoba - Argentina - Área Calamuchita: La Cumbrecita - Parte IV

Queridos Viajantes,
Dear Travellers,

Welcome!!! To translate this page, click the button on the right side. 




Estávamos hospedados em Villa General Belgrano e na terça-feira (quinto dia de viagem) logo cedo saímos para conhecer La Cumbrecita.




Como chegar:

Localizada a 38 km de Belgrano, La Cumbrecita não é caminho para outros lugares. Partindo de Villa General Belgrano, siga em direção a Los Reartes, depois Villa Berna e finalmente La Cumbrecita. A Estrada termina no vilarejo. O caminho é lindo e totalmente asfaltado.


Esta foto é chegando na cidade, por isso não é asfaltado.

Estávamos com carro alugado, mas há opção de passeios com agências saindo de Villa General.
Em La Cumbrecita não entra carro, a alternativa é deixá-lo no estacionamento e seguir a pé.



O estacionamento é tarifado para manter a infra-estrutura do povoado que recebe mais de 360mil turista anualmente. O Valor é $65.00 pesos. Mas quem está hospedados nos hotéis e pousadas de Cumbrecita está isento.


História:

Em 1932, o alemão Helmut Cabjolsky é transferido da Siemens de Berlin para Buenos Aires, onde vem morar com sua família. 
Em 1934 lhe é oferecido 500 hectares de terra nas serras de Córdoba. Era um território rochoso e de pouco vegetação rodeado por pequenos riachos.
Em 1935 a primeira construção é erguida pela família e mais algumas nos anos seguintes como casas de veraneio. Devido as visitas regulares dos familiares e amigos europeus, a casa de veraneio passou a oferecer serviço de hospedagem. 
Começou então o pequeno vilarejo em estilo alpino.




A Aldeia:

Primeira aldeia pedestre da Argentina, localizada em um pequeno Vale nas Sierras Grandes de Córdoba a 1450m de altura.
Um pequeno vilarejo onde se concentram as mais belas casas em estilo centroeuropeu construído em uma reserva natural.



Os visitantes podem desfrutar de caminhadas pela reserva, bosques e cachoeiras.
Com uma população em torno de 1000 habitantes, visitar a aldeia é ingressar em um refúgio de tranquilidade total, onde natureza e homem encontram o seu equilíbrio perfeito.






Turismo:

Cachoeiras próximas das montanhas; florestas antigas cheias de trilhas; rios cristalinos e construções alpinas são característcas de La Cumbrecita.





É um centro turístico  projetado para receber visitantes, com várias opções de hotéis, resorts, pousadas e restaurantes. Além de passeios e turismo aventura.



Para quem gosta de tranquilidade vale a pena a estadia, todavia após as 19h tudo fecha. É para descansar e esquecer do mundo.

Aventura: Caminhadas, cavalgadas, trilhas na floresta, arborismo, tirolesa, pesca.

Wi-fi:

Considerada o primeiro povoado com  acesso wi-fi no país, com uma nova tecnologia de aplicação, comparada com cidades como Paris, Amsterdam e Londres. Basta baixar o aplicativo e pedir a senha no posto de informações para ter acesso gratuito em celular.
O visitante acessa sites e informações das atracões turísticas do local em tempo real.


La Cumbrecita por Tha Moura:

Ao chegarmos e estacionarmos, fomos direcionados ao centro de informações turísticas e orientados a seguir o mapa para não se perder. Fizemos o trajeto indicado. Seria uma caminha de duas horas e meia percorrendo os principais lugares.



Pontos de parada:

1. Plaza del Ajedrez. Um tabuleiro de xadrez construído no chão de tamanho considerável.
Seguimos caminhando pela linda cidade e admirando as construções e paisagens.





2. Lago de las Truchas. O lugar é lindo, calmo, tranquilo. Paramos para apreciar o local. A pureza e temperatura da água são propícias para trutas. Há caminhos para serem percorridos com guias. Melhor não se aventurar.





3. La Olla. Uma pinscina natural com uma pequena cachoeira. Bem arborizado, com mesas para piquinique. Um dos lugares mais requisitados no verão.





4. Cascada Grande. Um caminho de subidas e descidas entre pedras, àrvores e desfiladeiro. Mas vale a pena. A cachoeira é muito bonita.






5. Capilla Ecuménica. Uma linda capela de arquitetura alpina construída em 1967 com capacidade para 45 pessoas. O caminho para chegar na capela passa por um floresta linda.




6. La Fuente. Construída em 1942 como um presente para o fundador da cidade.




A caminhada pelo vilarejo é linda. A floresta em que La Cumbrecita está imersa é sua paisagem natural. O contrastes das diferentes espécies de árvores formam um ambiente único. Um passeio imperdível, diferente e incomum.

Após o passeio resolvemos saborear uma truta no Bar Suizo, uma excelente indicação do dono do hotel que ficamos em Belgrano. Um dos melhores pratos que degustei acompanhado de uma cerveja artesanal do vilarejo.




Se quiser saber mais, acesse o site clicando aqui

Fiquei encantada com o lugar, com a cultura, com o respeito pela natureza totalmente preservada, com a simpatia dos habitantes, com a infra estrutura oferecida ao turista.

Pode parecer cliché, mas com certeza um dos lugares para se conhecer antes de morrer e deveria ser adicionado ao famoso livro (que aliás tenho como meta): "1000 lugares para conhecer antes de morrer".


Aos arredores

Na volta resolvemos conhecer as pequenas cidades da região.



Passamos por Villa Berna. No caminho existe duas bodegas: Finca Atos e Estancia Las Canitas. Todavia, como era baixa temporada, ambas estavam fechadas para visitação e degustação.

Segue horários de visitação:
1. Finca Atos = Baixa temporada todos os sábados. Segundas e domingos com reserva.
Alta temporada quarta à sábado às 10h, 11h, 12h, 15h, 16h, 17h e 18h.
Acesse o site aqui
2.Estancia las Canitas = Baixa temporada sexta, sábados e domingos. Alta temporada todos os dias.
Acesse o site aqui


Villa Alpina

Para chegar é preciso dirigir 30 minutos por uma estrada de terra sinuosa com subidas e descidas íngremes. É o caminho para o Cerro Champaquí, o pico mais alto da província de Córdoba com mais de 2700 metros.  Villa Alpina é o ponto de partida para o trekking até o topo do Champaquí.

O vilarejo tem esse nome devido a paisagem parecida com os Alpes Europeus e foi colonizado por alemães.





Há um caminho que liga Villa Alpina a La Cumbrecita que pode ser percorrido a pé.

Resumo do dia: Um dia inesquecível conhecendo lugares inimagináveis.

Importante: 

* Não existe posto de gasolina, portanto fique atento se for de carro.
* Por estar localizada nas montanhas, a temperatura da cidade é mais baixa que as cidades da região.
* Vá preparado para caminhadas em terra, pedras, rios. No inverno, o casaco será necessário, apesar dos exercícios e do sol, pois sente-se frio ao parar para descansar.
* Visitei os lugares acima no final do inverno, por isso o clima estava ameno, todavia em La Cumbrecita e Villa Alpina costuma nevar e faz muito frio.


Para mais informações sobre a Província de Córdoba, acesse os links abaixo:


Ajude o blog a se manter. Não se esqueça de fazer sua reserva em LA CUMBRECITA pela caixa de pesquisa do blog ou clicando no link abaixo. Você não paga nada a mais por isso.




* Já conhece nossas redes sociais? Acesse os link abaixo para saber as novidades.





Se curtiu, compartilhe com os amigos! 

Bisous, 

Tha Moura

Atualmente: Consultora de viagens por profissão, advogada por formação, eterna viajante por vocação. Amante de vinhos, restaurantes e cultura, sem deixar de lado a paixão por moda e design.

4 comentários:

  1. Thais, que lugar lindo! Olha, com certeza está na minha lista de lugares para conhecer antes de morrer... rs
    Beijos!
    Fernanda
    escolhainteligente.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Fer,
      Realmente o lugar é incrível.
      Obrigada pela visita.
      Beijos
      Thais

      Excluir
  2. Lindo e incrível. La Cumbrecita virou meu lugar favorito na Argentina. Olha só nosso relato, Thaís:
    La Cumbrecita, um destino mágico!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLa Dan,

      La Cumbrecita é realmente incrível.
      Parabéns pelo seu blog e obrigada pela visita.

      Thais

      Excluir

Obrigada pela visita e se quiser deixe um comentário.



Back to top